Lagos azuis e passagens de montanha.

Cenário inspirador e pilotagem no sexto dia da final internacional.

O sexto dia foi o de maior distância de pilotagem do GS Trophy 2020, mas para as 22 equipes de pilotos, foi a combinação perfeita de condições desafiadoras de pilotagem, em meio a vistas em constante mudança e majestosos cenários de montanhas dos Alpes Ocidentais, terminando 440 quilômetros no lago azul e perfeito de Tekapo.

Começo especial.

Começo especial.

O início matinal habitual (desta vez da praia de Punakaiki) foi seguido por uma prova especial - o desafio do Rent-a-Ride - realizado em uma pista perto de Greymouth. Lá, dois dos pilotos de cada equipe enfrentaram um trecho de mão única com buracos de lama, subidas, descidas e água!

+ Leia mais

O Poder da GS.

O Poder da GS.

Mas não se tratava de velocidade, e sim de ambos os pilotos concluírem a rota separadamente com o tempo de duração mais próximo possível, com o terceiro membro da equipe passando instruções para ajudá-los a conseguir isso. Surpreendentemente, a diferença de tempo da equipe feminina internacional II foi de apenas dois segundos, tornando-a um quase segundo lugar nesta etapa, logo atrás do imbatível time Brasil! Os outros pontos conquistados no sexto dia foram para o segundo concurso de fotos, que foi conquistado pela equipe Holanda.

+ Leia mais

Aproveitando a paisagem.

Aproveitando a paisagem.

Devido às longas distâncias envolvidas no trajeto do dia, não houve mais provas especiais para os participantes, que desfrutaram de um passeio incrível. Saindo da prova, pegaram a estrada do Lago Brunner em direção ao famoso Parque Nacional Arthur's Pass antes de seguirem para Geraldine para reabastecimentos - onde encontraram a primeira chuva do GS Trophy.

+ Leia mais

A partir daí, foi possível pegar a rota sinuosa de asfalto até o Lago Tekapo, mas aqueles que desejavam um tratamento adicional optaram por um passeio inesquecível pelo desfiladeiro de Orari e pela Estação Blue Mountain, encontrando vistas surpreendentes enquanto desfrutavam de trilhas únicas, cascalhos, travessias de água e subidas íngremes. Ambas as rotas eram nada menos do que de tirar o fôlego.

+ Leia mais

Depois que os pontos foram somados no final do sexto dia, a equipe África do Sul manteve a liderança, enquanto os franceses em segundo lugar diminuíram a diferença e a Itália seguia logo em terceiro.

                      

+ Leia mais
spinner