Três dias sem dormir.

Durante o BMW Motorrad Days, Garmisch-Partenkirchen torna-se uma zona de festa.

Desde 2002 que a localidade de Garmisch-Partenkirchen tem vindo a reservar o primeiro fim de semana de julho para os fãs de veículos de duas rodas de todo o mundo. Estes viajam para esta região alpina da Alemanha para celebrar com outros fanáticos do motociclismo. O festival das acrobacias até às corridas. Recordamos o BMW Motorrad Days de 2016, antes de a localidade de Garmisch-Partenkirchen se tornar, uma vez mais, no centro da cultura motociclista, entre 7 e 9 de julho.

Garmisch-Partenkirchen está ao rubro.

Três dias não são o suficiente. Na noite de quinta-feira, uma após a outra, as motos atravessam o centro histórico de Garmisch-Partenkirchen. A pequena cidade. situada nas encostas das montanhas Wetterstein, na Alemanha, está ao rubro. As comunidades de Garmisch e Partenkirchen já estão habituadas a este alvoroço. Em 1936, organizaram conjuntamente os primeiros jogos Olímpicos de Inverno na Alemanha. Nessa altura, as duas festividades, atividades esportivas e até msmo dialetos próprios, Garmisch-Partenkirchen apresenta uma frente orgulhosamente unida, enquanto local de realização do Torneio Four Hills e dos campeonatos mundias de esqui.

+ Leia mais

Quem procura o motociclismo, será seduzido pelas longas estradas rurais sinuosas, que culminam em apertados troços serpenteantes.

Este é o berço de atletas proeminentes, tais como Maria Höfl-Riesch, Laura Dahlmeier, Miriam Gössner ou Felix Neureuther.  E, desde 2002, é também o cenário perfeito para o BMW Motorrad Days. A famosa montanha Zugspitze e muitos outros cumes que se erguem no céu bávaro garantem que assim seja. Quem procura o motociclismo, será seduzido pelas longas estradas rurais sinuosas, que se estendem ao longo de deslumbrantes pastagens verdejantes. É um passeio por uma paisagem idílica que culmina em apertados troços serpenteantes, no final dos quais o panorama alpino nos aguarda. Num abrir e fechar de olhos, chega se à cidade austríaca de Innsbruck, a partir de onde se pode aceder facilmente aos Alpes Dolomitas.

+ Leia mais

O caldeirão cultural de Garmisch-Partenkirchen.

A paisagem, por si só, já justifica a viagem. Assim, não é surpreendente que motos com matrículas de todo o mundo cruzem as antigas estradas de calçada desta pitoresca localidade. Com a sua GS adventure, Željan Rakela viajou desde a Croácia – que fica "já ali", considerando os 308 000 quilómetros que a sua GS já percorreu. Muito mais longa foi a viagem de Prasit Aphiphunya até ao BMW Motorrad Days. O tailandês viajou desde Banguecoque com a F 800 GS: foram 12 000 quilómetros, que percorreu em dois meses.

Entre os convidados estão também anteriores participantes e representantes do International GS Trophy e a primeira equipe feminina. "A sensação é que Garmisch-Partenkirchen está afastada do mundo. E isto vindo de alguém que vem da África do Sul", afirma Morag Campbell. "O cenário, com a sua paisagem montanhosa e estradas sinuosas, parece absolutamente perfeito – quase surreal." Morag estará com outros condutores de GS diretamente no local no Parque de Enduro. Ela responderá a questões acerca do International GS Trophy na tenda do GS Trophy.

+ Leia mais

Aquecimento para a festa.

Alguns conhecem-se há muitos anos, enquanto outros acabaram de se encontrar pela primeira vez, mas isso não importa.

Aquecimento para a festa.

Três dias é definitivamente um período curto para muitos convidados, dadas as distâncias percorridas, e portanto têm de ser vividos ao máximo. três dias sem dormir, no melhor dos casos. Por conseguinte, muitas pessoas chegam antes de a festa efetivamente começar, usando este tempo para se sentarem à volta da fogueira, a rir e conversar. Alguns conhecem se há muitos anos, enquanto outros acabaram de se encontrar pela primeira vez, mas isso não importa. "Os participantes partilham uma paixão por motos e deslocaram se de muito longe para viverem esta aventura juntos", afirma Amy Harburg. A australiana também participou na equipe feminina do International GS Trophy e encara o BMW Motorrad Days como uma reunião com as suas colegas de equipe e a família GS.

+ Leia mais
O cenário, com a sua paisagem montanhosa e estradas sinuosas, parece absolutamente perfeito – quase surreal.

Morag Campbell

Equipe feminina GS Trophy

Dentro de um filme de ação.

O piloto de acrobacias Mattie Griffin atrai as atenções na Arena de eventos.

Dentro de um filme de ação.

Éguas em andamento, cavalinhos sem mãos, burnouts com a roda traseira – na sexta-feira de manhã, Mattie Griffin atrai as atenções na Arena de eventos. Daqui em diante, mostrará as suas acrobacias na F 800 R de duas em duas horas, durante os próximos três dias. Quem assiste fica contagiado com a paixão da estrela de acrobacias da cidade irlandesa de Galway. "Adoro a expressão no rosto das pessoas, quando as faço sorrir ou ficar fascinadas", afirma Mattie entusiasticamente após o espetáculo. Sarah Lezito também está entre os espetadores. Esta francesa é considerada a melhor condutora de acrobacias do mundo. Em 2017, também irá atuar na Arena de eventos e agora está a ter uma amostra da atmosfera em Garmisch-Partenkirchen. O programa na Arena de eventos não abranda: a seguir vem o Action Lifestyle Show, onde dança hip-hop, truques de skate e acrobacias de moto evocam um inovador estilo de vida no estádio.

+ Leia mais

Rockabilly e descontração.

Bandas ao vivo trazem o espírito Rockabilly para o idílico cenário alpino.

Rockabilly e descontração.

Alguns metros adiante, o cenário de ação continua, no "Original Motodrom", o mais antigo poço da morte do mundo. Donald Ganslmeier e a sua equipe desafiam as leis da gravidade com o seu espetáculo vertiginoso. "Quando aqui estivemos pela primeira vez, tínhamos um total de cinco apresentações. Entretanto, o BMW Motorrad Days ganhou uma tal força gravitacional que fazemos um espetáculo de meia em meia hora." E a intensidade continua à frente do poço Motodrom ao longo da noite. Bandas ao vivo trazem o espírito Rockabilly para o idílico cenário alpino. Aqueles que não dançam descontraem em sofás ou no lounge, onde os convidados podem tirar uma selfie com a modelo tatuada Makani Terror e o ilustrador de BD Riccardo Burchielli. O artista está a compilar ao vivo os primeiros desenhos para a BD do BMW Motorrad, "Riders in the Storm", em colaboração com a Panini. Na porta ao lado, tiram-se fotos instantâneas no palco com a nova G 310 R. Estas também estão disponíveis em formato digital e podem ser publicadas de imediato.

+ Leia mais

À descoberta dos Alpes com novas motos.

 

Não deverá haver local mais adequado para passeios de moto do que Garmisch-Partenkirchen. Quem pretender explorar as estradas alpinas nas novas motos pode inscrever-se numa das excursões. Para os passeios guiados, existe uma seleção de motos da atual gama de modelos: a moto de touring R 1200 RT, a desportiva R 1200 RS ou a moto Enduro de viagem R 1200 GS. Os atores alemães Hannes Jaenicke e Daniel Roesner testam a scooter elétrica BMW C evolution em viagem para o lago Eibsee, que se situa nas proximidades.

"A C evolution confere a sensação de uma máquina pesada, arranca como um foguete e é tão comfortável como uma GS", afirma Hannes, descrevendo a sua experiência de condução. Mas ele já tinha conduzido a Maxi-Scooter anteriormente, enquanto para Eva Håkansson, que entrou no livro de recordes mundiais do Guinness com o seu streamliner elétrico artesanal, tudo isto é território desconhecido. "Pensas sempre que a potência não é nada sem o som mas, na verdade, é precisamente o contrário. Uma moto elétrica é como chocolate sem as calorias. Tem tudo aquilo que desejo – velocidade, binário e potência – sem os efeitos secundários, como o ruído e a poluição do ar."

 

+ Leia mais

O motociclismo: antigamente e nos dias de hoje.

Maria Costello foi a primeira mulher a chegar ao pódio na corrida TT da Ilha de Man.

O motociclismo: antigamente e nos dias de hoje.

Enquanto as motos novas na tenda de exposição e a última moda representam o presente, os visitantes da tenda de clássicos embarcam numa viagem ao passado. "Aqui é onde se pode ver a herança da BMW Motorrad", afirma a piloto de corridas Maria Costello, enquanto passeia junto às motas históricas, muitas das quais têm agora a sua residência no Museu da BMW. Ela para junto da R 90 S e examina a moto de todos os ângulos. É a moto vencedora do lendário piloto de corridas Helmut Dähne. Em 1976, ele venceu a classe de produção da corrida TT da Ilha de Man com ela. O seu casaco de couro vermelho original dessa altura está pendurado junto à moto. Maria admirou os pilotos de TT durante muito tempo, antes de ela própria entrar no desporto e se tornar a primeira mulher a chegar ao pódio.

+ Leia mais

Trabalho artístico.

Na cidade da personalização, os modelos da R nineT brilham ao sol.

Trabalho artístico.

A condutora de Double-R deteve o recorde como mulher mais rápida no circuito de TT durante cinco anos. No BMW Motorrad Days, Maria encontra-se com outros dos grandes das corridas de motociclismo, como Jordi Torres, Markus Reiterberger e Ian Hutchinson. Eles assinam autógrafos e convivem com os visitantes. Maria também é frequentemente vista no setor de motociclos vintage, visto que compete em corridas de estrada e "boxer sprints" com motos clássicas da BMW. Diretamente em frente à tenda de clássicos, encontra-se a cidade da personalização, onde motos modificadas brilham ao sol, apresentadas pelos maiores intervenientes do setor. O modelo R nineT de Winston Yeh foi transportado por via aérea de Taiwan e a Church of Choppers dos EUA. A Diamond Atelier de Munique e a VTR Customs da Suíça também trouxeram os seus mais recentes modelos a Garmisch-Partenkirchen.

+ Leia mais
Quando estivemos aqui pela primeira vez, tínhamos um total de cinco apresentações. Hoje em dia, fazemos um espetáculo de meia em meia hora.

Donald Ganslmeier

Original Motodrom

A escutar o mundo inteiro.

Elspeth Beard embarcou, em 1982, numa volta ao mundo com uma BMW R 60/6.

A escutar o mundo inteiro.

Em Garmisch-Partenkirchen, o desejo de viajar é instigado quando Michael Martin começa a relembrar histórias das suas viagens de moto pelos desertos. O fotógrafo viu-os a todos, tendo portanto passado por cerca de cinquenta países. As suas histórias são tão lendárias quanto a sua fotografia e as suas apresentações são conhecidas um pouco por todo o mundo. No Cinema BMW Motorrad, o silêncio prevalece, não obstante a sala estar completamente lotada. Fascinados, os ouvintes deixam-se transportar para territórios remotos, inspirando-se para as suas próprias viagens de moto. Os oradores que se seguem são igualmente de topo: Elspeth Beard embarcou, em 1982, numa volta ao mundo com uma BMW R 60/6 – um empreendimento altamente invulgar na altura. Já foi contactada por Hollywood para fazer um filme com base nessa aventura e o seu livro está a ser escrito. No BMW Motorrad Days, foi apresentada uma breve amostra - e fica a sensação de que todos têm histórias impressionantes para contar da sua própria experiência de motociclismo.

+ Leia mais

Hebert Unger admira os picos alpinos, que envolvem o BMW Motorrad Days como um manto. "Olhem para ali: isto é a definição da marca BMW Motorrad, isto é A tua vida é uma viagem", afirma o viajante alemão. Os responsáveis da BMW Motorrad também partilham da opinião de que o BMW Motorrad Days pertence a Garmisch-Partenkirchen: entre 7 e 9 de julho de 2017, a localidade irá uma vez mais transformar se na zona de festa de fãs de motociclismo de todo o mundo. Três dias sem dormir - três dias de puro prazer.

+ Leia mais

BMW Motorrad Days de 2017

Mais histórias que poderão interessar-te.
spinner