Depois de a tensão correta ser ajustada na primeira revisão, é necessário verificar este componente em intervalos de 10 000 km, devendo proceder à sua substituição em intervalos de 40 000 km. A correia dentada é esticada através de um eixo excêntrico, que guia a roda traseira no monobraço oscilante. O monobraço oscilante garante que a roda traseira esteja sempre perfeitamente alinhada no sentido longitudinal.
Uma vez que a correia está constantemente sob tensão, as reações provenientes da alteração de carga são minimizadas, o que se revela uma grande vantagem, quando comparada com a transmissão por corrente convencional. As reações às alterações da carga são também reduzidas através de um amortecedor de tensões equipado com quatro blocos de elastómero. A durabilidade do sistema de transmissão é garantida pela cremalheira da correia dentada em aço inoxidável e pelo pinhão de saída da caixa de velocidades, que tem um núcleo interno em aço. A transmissão cónica é fabricado de uma liga de metal sinterizado. Esta combinação garante um desgaste mínimo. Devido à poupança de peso em comparação com a transmissão por corrente, as forças centrífugas são também reduzidas, aumentando assim a eficácia da transmissão de potência.
+ Leia mais

Ainda mais tecnologia em pormenor